Empreendedorismo | Quem é um empreendedor? | Os 5 Princípios do Empreendedorismo que você precisa saber

Empreendedorismo | Quem é um empreendedor? | Os 5 Princípios do Empreendedorismo que você precisa saber
  • Save
Descubra o Que Pode Mudar no Empreendedorismo em 2021
  • Save

Muitas vezes ouvimos dizer que fulano de tal é um empreendedor e que iniciou seu próprio negócio. Sim, essa é a definição básica de empreendedorismo, mas tem uma conotação muito mais significativa, e você vai saber tudo, nesse artigo.

Mas, antes disso, se você é um empreendedor, cadastre-se para uma propaganda gratuita do seu negócio.

Um exclusivo #hotsitedenegocios para alavancar sua marca


Quando comecei minha jornada solo, a muitos anos atrás, pensava apenas em criar algo em que pudesse trabalhar por minha conta e risco.

E como muitos outros, tampouco pensei na expresão empreender, só pensava em fazer e pronto.

Mas o termo existe, e serve para definir o ato de realizar.

Por isso, quando ouvimos o termo empreendedor, tendemos a associá-lo a uma pessoa que tem ou está iniciando seus próprios empreendimentos ou, em outras palavras, iniciando por conta própria .

Este é realmente o caso, pois a definição formal de Empreendedorismo é o processo de iniciar um negócio ou uma organização com fins lucrativos, ou para necessidades sociais.

Nesse caso, usamos a frase por lucro ou por necessidades sociais para delinear e separar o empreendedorismo comercial do empreendedorismo social e beneficente.

Então, depois de definir o empreendedorismo, agora é hora de definir quem é um empreendedor e o que ele faz.

Mas, antes de continuar nosso artigo….
Você está empreendendo um negócio, buscando o mercado consumidor, de alguma maneira?

Se você não clicou no link que disponibilizamos no início desse artigo, quero te apresentar um serviço especialmente desenvolvido para você fazer propaganda grátis na internet do seu negócio.

Conheça os detalhes da publicidade para negócios lucrativos, e divirta-se.

Leia também:

Bem, voltando ao assunto!

Quem é o empreendedor

Hoje é mais fácil de entender, e explicar que um empreendedor é o indivíduo que desenvolve um modelo de negócio qualquer.

Aquele que adquire o capital físico e humano necessário para dar início ao empreendimento, operacionalizar e ser o responsável pelo sucesso ou fracasso do negócio.

Observe a ênfase da frase responsável pelo sucesso ou fracasso, pois o empreendedor é distinto do gestor profissional.

Isso, no sentido de que, o primeiro investe seus próprios recursos ou levanta capital de fontes externas e, assim, assume a culpa pelo fracasso, bem como, colhe as recompensas em caso de sucesso.

Quanto ao último, ou o gerente profissional que faz o trabalho, portanto, um trabalho que lhe é atribuído por uma contraprestação monetária.

Em outras palavras, o empreendedor é o tomador de riscos e um inovador além de ser um criador de novos empreendimentos enquanto o gestor profissional é simplesmente o executor.

Pense num empreendedor como uma empresa de locação de coberturas para eventos, cuja habilidade de gerenciar recursos humanos para a montagem das estruturas e ao mesmo tempo encantar os convidados com os arranjos da festa.

Atributos dos Empreendedores

Pensando nas habilidades e capacidades que um empreendedor precisa ter, em primeiro lugar, ele ou ela, deve ser alguém inovador que tenha uma ideia de mudança de paradigmas, ou um conceito potencialmente novo, que possa ter sucesso no mercado.

Mas não entenda esse conceito de forma complicada, afinal, o vendedor de balas no semáforo pode muito bem ser conceituado como um empreendedor.

Tal qual, o empresário que acredita ter um produto inovador, ou ideia inovadora, a ponto de precisar de investimento para alavancar e alcançar novos mercados.

Observe que os investidores geralmente tendem a investir em ideias e conceitos que eles acreditam poder gerar retornos adequados para seu capital e investimentos e, portanto, o empreendedor precisa ter uma ideia verdadeiramente inovadora para um novo empreendimento.

Qualidades de liderança

Um bom empreendedor precisa ter, a princípio, boas habilidades organizacionais além de saber gerir as pessoas envolvidas.

Principalmente, quando precisa construir a organização ou o empreendimento do zero.

Para tanto, ele tem que se relacionar bem com seus colaboradores e se sentir bem com os demais stakeholders para assim, garantir o sucesso do empreendimento.

Além disso, o empreendedor precisa ser um líder e inspirador natural para os seus funcionários, além de ser um visionário e uma pessoa com senso de missão.

Haja disposição, hein!

Isso por que, é muito importante que o empreendedor motive e impulsione o ideal base do empreendimento em foco.

Na prática, significa que liderança, valores, habilidades de construção de equipes e habilidades gerenciais são as principais habilidades e atributos que um empreendedor precisa ter.

Destruição criativa e empreendedorismo

O termo destruição criativa, é lembrado quando algumas empresas desaparecem enquanto outras são bem-sucedidas e mantêm sua posição de liderança no mercado.

A destruição criativa refere-se à substituição de produtos e empresas inferiores por produtos mais eficientes, inovadores e criativos.

Um mecanismo em que o ecossistema capitalista baseado no mercado garante que apenas os melhores e mais brilhantes sobrevivam, enquanto outros são levados pelos vendavais da chamada, destruição criativa.

Em outras palavras, empreendedores com ideias que mudam o jogo e as habilidades e possuem os atributos necessários para o sucesso, garantem que seus produtos, marcas e empreendimentos tirem participação de mercado das empresas existentes.

Empresas essas, que não estão criando valores ou são simplesmente ineficientes e até mesmo, presas no tempo.

Portanto, esse processo de destruir o antigo e o ineficiente por meio de ideias mais novas e criativas é chamado de destruição criativa, que geralmente é o que o empreendedor faz quando lança um novo empreendimento.

Um empreendedor é um tomador de risco

Discutimos o que é empreendedorismo e as habilidades e atributos necessários aos empreendedores, além de como eles se envolvem e se entregam à destruição criativa.

Isso não significa que todos os empreendedores sejam bem-sucedidos.

Talvez, devido ao fato de poderem se tornar vítimas de destruição criativa de outros empreendedores.

De igual modo, devido à falta de outras características importantes como a resiliencia, a perspicácia e outras definições bases.

Juntando esses fatores, significa que a maioria dos novos empreendimentos não sobrevivem além da marca de um ano de existência.

Agora, quando os empreendimentos falham, a questão óbvia é, quem leva a culpa pelo fracasso e de quem é o dinheiro perdido.

Normalmente, é o empreendedor que coloca o seu próprio dinheiro ou levanta capital de investidores-anjo, capitalistas de risco e outros.

Na prática, significa que, caso o empreendimento vá à falência, o empreendedor e os investidores perdem dinheiro.

Observe que, como mencionado anteriormente, os funcionários e os gerentes profissionais perdem seus empregos e, a menos que sejam sócios do empreendimento, seu dinheiro não está em jogo.

Portanto, isso significa que o empreendedor é o tomador de risco no empreendimento, o que significa que o sucesso ou fracasso da empresa reflete no empreendedor.

Alguns Empreendedores Famosos

Dada esta introdução básica ao empreendedorismo, podemos agora citar alguns exemplos de famosos empreendedores.

Indivíduos que tiveram sucesso apesar das grandes probabilidades negativas, porque tinham ideias que mudaram o mercado consumidor.

Importante lembrar, que eles também tinham as características e habilidades necessárias que os tornariam lendários.

Por exemplo, tanto o fundador da Microsoft, Bill Gates, quanto o falecido Steve Jobs, o fundador da Apple, eles tiveram algo em comum.

Ambos abandonaram a faculdade, embora seu sucesso eventual significasse que eles não apenas tinham ideias verdadeiramente inovadoras, mas também estavam prontos para atacar a longo prazo e aguentar firme quando as coisas ficassem difíceis.

Mesmo o fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, assim como Larry Paige e Sergey Brian, do Google, podem ser considerados empreendedores revolucionários.

O empreendedorismo precisa de um ecossistema estimulante

Na prática, significa que, assim como os empreendedores não podem ter sucesso se não tiverem os atributos necessários, eles tampouco podem ter sucesso sem um ambiente ou um país que não incentiva o risco ou tolera o fracasso.

De igual modo, nada acontece também, num mercado ou sistema incapaz de fornecer a eles os recursos monetários e capital humano necessário para o sucesso.

Isso significa que paises como os Estados Unidos continuam sendo proeminentes para o empreendedorismo, pois possuem o ecossistema necessário para que esses empreendedores tenham sucesso.

Algo que, em muitos países, muitas vezes, é impossível ou difícil de encontrar o apoio essencial para a arte de empreender.

Quando se fala em apoio, é algo como; financiamento, trabalhar com menos burocracia e garantir que os fatores ambientais não iniba o empreendedorismo.

Esse seria o ecossistema estimulante e ideal.

5 Princípios do Empreendedorismo

Os empreendedores precisam seguir alguns princípios básicos que serviriam como diretrizes e balizas para seu sucesso.

Confira agora os cinco princípios do empreendedorismo

  1. DINHEIRO RÁPIDO – Nem sempre os empreendedores devem ganhar dinheiro rápido e esse não deve ser o objetivo.
    Sendo assim, é importante que os empreendedores testem o seu mercado antes de lançar um novo empreendimento. Isso significa que é preciso comprometer-se com o ideal do empreendedorismo e experimentar novos modelos de negócios, novas formas e paradigmas de realizar negócios.

Em outras palavras, os empreendedores não devem ter pressa em lucrar com a palavra e, em vez disso, entender o que é empreendedorismo.

Por exemplo, é melhor apresentar uma ideia de mudança de jogo em vez de buscar leads que são becos sem saída, o que significa que os empreendedores devem estar prontos para estar no jogo a longo prazo.

  1. É sempre melhor encontrar a oportunidade certa, mesmo que leve tempo, em vez de perseguir miragens.

Esse princípio se traduz em esperar a oportunidade certa e, ao mesmo tempo, aproveitar o momento em que a oportunidade surge.

É claro que não estamos dizendo que os empreendedores devem esperar para sempre pela oportunidade certa.

Em vez disso, a intenção aqui é que os empreendedores devem garantir que tenham a base necessária para capitalizar a oportunidade. De igual modo, devem ter uma ideia e um modelo de negócios que crie oportunidades caso encontrem dificuldades para iniciar o empreendimento.

Por exemplo, como o clichê sobre “como a oportunidade bate apenas uma vez”, bem como “se você não encontrar uma oportunidade, construa uma porta para que você esteja pronto quando a oportunidade surgir”. Na prática, pode significar que os empreendedores devem criar oportunidades e também, como agarrá-las quando elas surgirem.

Outra analogia seria que os empresários devem estar prontos com as varas de pescar e as iscas quando vão pescar e se o rio, mar ou lago estiver saturado, devem pescar em águas que são “oceanos azuis”, o que significa que devem criar novos mercados para eles mesmos.

  1. Invista em pessoas e construa equipes de sucesso
    Assim como no princípio anterior, os empreendedores devem garantir que tenham a equipe certa antes de iniciar o empreendimento. Afinal, a menos que haja uma equipe, o empreendimento não seria capaz de capitalizar as oportunidades.

Além disso, os empreendedores devem garantir que a equipe seja apaixonada, comprometida e, o mais importante, compartilhe a visão e a missão dos fundadores . Em outras palavras, a menos que haja um comprometimento da equipe com as ideias do fundador, o empreendimento fracassaria.

Além desses, conseguir as pessoas certas que tenham foco, motivação, lealdade, determinação, coragem e consistência, além de serem motivados e criativos, são alguns requisitos que os empreendedores não podem ignorar.

  1. Nem sempre é suficiente ter tudo no lugar.
    Execução e entrega são o que importa. Você já teve a sensação de que um vendedor está envolvendo você em uma conversa superficial na qual ele ou ela está tentando convencê-lo a comprar um produto que não foi testado?

Da mesma forma, todas as conversas e nenhuma execução levariam o novo empreendimento a lugar nenhum e, portanto, é importante que os empreendedores garantam que eles sigam a conversa e cumpram suas promessas.

De fato, não basta ter uma ideia de mudança de jogo e uma grande equipe, a menos que o empreendedor conheça a arte da execução .

Como aconteceu durante o boom Dotcom, havia muitas startups com ótimas ideias e equipes igualmente ótimas que prometiam a lua para quem quisesse ouvir. No entanto, o fato de terem fracassado em seus negócios se deveu principalmente ao descompasso entre as ideias e a execução.

Portanto, o empreendedor tem que ser um líder que fala e entende o significado da execução . Além disso, liderança significa que os empreendedores não devem ter medo do fracasso e devem, em vez disso, transformar a adversidade em triunfo e transformar o fracasso em um trampolim para o sucesso.

Por fato, grandes empreendedores são aqueles que estão dispostos a confiar em seus instintos e intuição e se apoiar quando o empreendimento ainda está para dar frutos ou até mesmo com perdas.

Em outras palavras, se você acha que tem uma grande ideia e está executando-a bem com a equipe certa, você precisa persistir e continuar mesmo quando a sabedoria convencional diz que você está errando.

  1. Os empreendedores devem ser visionários auto-realizadores
    Pergunte a qualquer empresário de sucesso e eles dirão que, embora o dinheiro seja realmente importante e os lucros sejam realmente essenciais, nem sempre é sobre o dinheiro ou que obter lucros é a única coisa que importa.

Em vez disso, o grande empreendedorismo é ouvir a voz interior, criar empregos e oportunidades para os outros, estar consciente da prosperidade social devido ao empreendimento, em vez de ter uma atitude eu, apenas eu e, o mais importante, traduzir sua visão em sucesso.

Por exemplo, muitos de nós já ouviram ou se depararam com indivíduos que desistiram de empregos confortáveis ​​para encontrar suas paixões e seguir e perseguir seus sonhos.

Portanto, o empreendedorismo de sucesso tem tudo a ver com fazer a diferença no mundo e se tornar um messias social que transformaria as sociedades com seus empreendimentos.

Resumo

O #empreendedorismo deve ser visto como um ponto de partida para se transformar e, nesse processo, tornar-se um agente de mudança.

Para que isso aconteça, o empreendedor deve ser capaz de atender às expectativas ambientais, sociais e econômicas do sistema maior e, ao mesmo tempo, deve se conduzir na busca de seus sonhos.

Lembrando, que o equilíbrio entre aspirações internas e expectativas externas é o determinante mais importante para o sucesso.

Por falar em sucesso, como está a publicidade do seu negócio?

Clique e conheça publicidade que alavanca o sucesso da sua marca de maneira natural e que você pode receber uma avaliação gratuita.

Empreendedorismo | Quem é um empreendedor? | Os 5 Princípios do Empreendedorismo que você precisa saber via @ConvidarNet
  • Save
A PUBLICIDADE

É CRUCIAL PARA O SEU NEGÓCIO?
CONHEÇA O ANUNCIAR MAIS!

 
A solução de marketing para empresas e pessoas fazerem mais negócios
Que tal alcançar uma fatia maior do seu mercado consumidor?
close-link
Rolar para cima
Share via
Copy link