Liderança estratégica: 9 dicas para engajar sua equipe

liderança estratégica

Uma liderança estratégica faz toda a diferença no desempenho de qualquer organização, independente do seu segmento de atuação, e também impacta positivamente os negócios de todos os tamanhos, dos maiores até os que possuem poucos meses no mercado.

No entanto, fazer uso do poder dessa tática consiste em, para início de conversa, saber do que que ela se trata, e como que os seus efeitos podem impactar até mesmo a entrega de areia fundição, em uma atividade industrial de alta exigência.

A verdade é que a plena sintonia entre os integrantes de um time corporativo é a verdadeira alma de um negócio de sucesso, e, por esta razão, não basta apenas pensar no pragmatismo ou no lucro. Os superiores devem manter boas relações com os subordinados.

Assim, vendendo aula de natação iniciante ou entrega de pizza, todo e qualquer negócio pode ter prosperidade, não só do ponto de vista dos resultados comerciais, mas ao alcançar a marca de referência, como modelo de empresa empática, ética e de destaque mundial.

Não se pode pensar que alguma dessas congratulações caia do céu de repente, ou que seja tudo muito fácil. É preciso que haja suor e empenho.

Por isso, e para que até mesmo na entrega de um algodão doce de copo possa-se ver a excelência de um trabalho feito por uma equipe bem engajada, este artigo abordará o conceito desse tipo de liderança, junto com as principais estratégias de engajamento.

Ao final, será possível pontuar também a importância de ter uma equipe bem sintonizada para o sucesso de qualquer projeto.

Do que se trata a liderança estratégica?

A liderança estratégica consiste em uma mudança no papel dos líderes nas organizações, de forma que, a partir de agora, eles não apenas delegam ou gerenciam, mas possuem um olhar tático não apenas sobre a empresa e seus anseios, mas para os colaboradores.

Esse tipo de conduta precisa ser alinhada com a estratégia da companhia e com a cultura da organização. Caso contrário, ela poderá não ser efetiva, além de colocar em xeque todo o processo do empreendimento.

Seu foco é estimular a autonomia dos empregados nas tomadas de decisão mais técnicas e até mesmo táticas, por meio de uma cultura empresarial sólida e forte e que, por consequência, reflita em uma experiência excepcional para o cliente.

Isso tudo porque, com as práticas de cada colaborador instigadas por toda uma gestão de pessoas e liderança estratégica, é possível conseguir manter um serviço de alta qualidade, o que ocasiona uma maior satisfação do consumidor final da empresa.

Enquanto isso, os superiores poderão conseguir empreender os seus esforços para as questões mais táticas do negócio, com maior empenho e articulação. Dessa forma, todos saem ganhando no processo.

Dito isso, deve-se pontuar também que existem características próprias da liderança estratégica.

Para início de conversa, e de modo a fazê-la ser considerada como tal, é necessário seguir algumas características essenciais.

Esses critérios são imprescindíveis também pelo fato de que garantem bons resultados para a instituição. Desse modo, é preciso saber quais são os maiores diferenciais desse método de gestão e ver como eles influenciam a rotina da organização.

Como primeiro ponto característico, existe a definição de prioridades. Um gestor estratégico precisa saber por onde iniciar para conseguir atuar no dia a dia do negócio.

Algumas tarefas são de grande prioridade, ou seja, demandam maior importância e atenção dos líderes, ao passo que outras podem ser deixadas para um momento posterior ou, em outros casos, até mesmo descartadas.

É interessante também observar quais habilidades são convenientes para o cumprimento de cada demanda, e quais indivíduos da equipe as possui. É evidente que a um colaborador que é motorista carteira B deve ser atribuída uma tarefa voltada ao transporte e condução.

Isso aponta para um segundo critério, que é a consciência das competências de cada membro individual no time, bem como do nível de competência da equipe como um todo.

Os líderes estratégicos possuem a capacidade de entender a essência dos seus grupos, suas demandas e carências e, acima de tudo, aquilo que é próprio de cada um deles e na equipe como um todo.

Trata-se de algo indispensável para saber, por exemplo, quem pode trabalhar com conexão pead eletrofusão, ou quem só irá se sair bem trabalhando no atendimento ao cliente.

Isso é fundamental para compreender como cada um desenvolve as suas funções e de que maneira específica pode colaborar para a aplicação dos seus dotes em cada tarefa para, dessa forma, atribuir atividades que sejam mais coerentes com os perfis individuais.

O terceiro ponto diz respeito à obtenção de ferramentas que possuem a capacidade de dar suporte para as lideranças.

De maneira objetiva, é necessário deixar claro que os líderes não trabalham sozinhos de maneira alguma, e nem devem trabalhar mesmo.

Ter ferramentas de suporte que auxiliem e deem direção às suas práticas e atitudes é imprescindível para um trabalho de excelência como líder.

Os exemplos de recursos para dar solução a essas questões são bastante vastos e, por consequência, devem ser bastante explorados pela empresa.

Softwares de gestão, tais como sistemas ERP e Business Intelligence, sistemas para administração de tarefas e outros igualmente especiais para a área de atuação específica, podem ser um bom arsenal de ferramentas para auxiliar no processo.

Pensar que essas ferramentas atuando nas empresas, seja no ramo da tecnologia da informação ou do estudo prévio de impacto de vizinhança, constituem uma vantagem monstruosa, impensável anos atrás, é extremamente satisfatório para qualquer um.

Eles auxiliam em uma gestão de liderança mais eficaz e capaz de promover melhores resultados para os diferentes negócios do atual mercado digital.

9 dicas para engajar os colaboradores

Agora, serão apontadas algumas orientações práticas de como otimizar o nível de engajamento dos funcionários de uma entidade, de forma a aumentar a sua satisfação e, como consequência, elevar o nível de produtividade do negócio.

É verdade que até para manusear uma impressora termica etiqueta colorida necessita-se de preparo, sobretudo para atuar no dia a dia do oficio de atendimento ao cliente.

Não seria errado pensar, portanto, que um colaborador mais engajado faria isso com mais maestria.

Por esta razão, existem nove dicas simples de como melhorar todos os processos do labor corporativo com pequenas atitudes. São elas:

  1. Estabelecer metas satisfatórias;
  2. Deixar todas as metas claras;
  3. Construir planos de crescimento profissional;
  4. Promover a cultura da companhia;
  5. Receber feedbacks dos funcionários;
  6. Reconhecer os erros como gestor;
  7. Recompensar os méritos dos funcionários;
  8. Analisar a evolução de todos;
  9. Avaliar as situações de trabalho.

Através da construção de compromissos por meio de metas objetivas, um gestor pode elevar a sua equipe ao grau de maestria necessário para a solução dos problemas do dia a dia, bem como da otimização das entregas aos clientes e a obtenção de mais lucro.

É preciso também planejar o futuro, fortalecer aquilo que a companhia tem de mais próprio e apostar na avaliação constante e crítica, não apenas dos acertos, mas de todos os erros cometidos por ambas as partes.

O gestor que não tem a capacidade de não apenas dar feedbacks aos subordinados, mas também ouvir o que eles têm a dizer sobre o seu trabalho não está preparado para liderar uma equipe.

É preciso saber conduzir os projetos sem enfraquecer os relacionamentos. Tudo deve ser feito visando a prosperidade da empresa em harmonia com o bem comum. Para isso, não se pode deixar de agir com empatia.

Importância de ter uma equipe engajada

Quando o funcionário se identifica com o propósito da companhia, é criada uma conexão emocional que aumenta a sensação de pertencimento.

Por essa razão, as metas da organização acabam por se tornar também os objetivos do colaborador, uma vez que ele se vê batalhando dia após dia por algo em que realmente vale a pena.

Para que isso se torne concreto, é fundamental que o departamento de Recursos Humanos constitua uma cultura organizacional bastante firme e bem definida.

Apenas o discurso não é o suficiente. É necessário atuar com práticas coerentes e fiéis à identidade estabelecida.

Dessa maneira, os valores da instituição serão reforçados em cada detalhe da rotina de trabalho, mantendo sempre em alta o engajamento profissional.

 

Considerações finais

Até mesmo o resultado final de um frete para fiorino dentro de uma empresa de transportes pode ser afetado por uma liderança estratégica. No final, os bons ou maus frutos virão sem falta, de acordo com aquilo que foi praticado.

É por esta razão que o investimento no engajamento da equipe, sendo feita de colaborador por colaborador, é tão importante para o bem estar de uma instituição, e compõe, dessa forma, uma estrutura firme no qual esse modelo de liderança está estabelecido.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.




Quer saber como melhorar o posicionamento do seu site?
Ou, talvez você queira apenas fazer o seu melhor #anunciodevenda ...
SIM. QUERO SABER MAIS!


No Blog do Convidar publicamos dicas de como anunciar mais com anúncios de vendas mais eficientes. Da mesma forma, dicas de como fazer propaganda grátis na internet de maneira muito fácil.

Como funciona | Nossos Serviços | Análise gratuita  |  Fale Conosco  |  Anuncie Melhor  |

Certamente, gostaríamos de saber sua opinião, suas dicas e comentários. Aproveite o espaço abaixo reservado para a pessoa mais importante no nosso trabalho. Você!

 

Obrigado por nos visitar. Deixe uma opinião ou mensagem, isso nos ajuda a melhorar esse espaço

A PUBLICIDADE

É CRUCIAL PARA O SEU NEGÓCIO?
CONHEÇA O PIN!

 
A solução de marketing para empresas e pessoas fazerem mais negócios
Que tal alcançar uma fatia maior do seu mercado consumidor?
Projeto
close-link
Scroll to Top
%d blogueiros gostam disto: