Por que investir em móbile marketing; os 2 melhores motivos para fazer hoje mesmo

Móbile marketing

É cada vez mais evidente como a tecnologia e a internet têm impactado nossas vidas, inclusive nosso modo de comprar e vender. Por isso, as empresas precisam se preocupar com recursos como os de mobile marketing para não ficarem para trás.

De fato, nesse caso temos dois fenômenos que se tornaram revolucionários nas últimas décadas.

O que permite cruzar duas dimensões distintas como modo de tornar o marketing de uma marca ainda mais forte, quase que onipresente na vida do seu público.

O primeiro deles é a própria esfera digital na totalidade.

Ela permite que um usuário acesse um motor de busca e pesquise por algo como clínica de fisioterapia, sem sair de casa, obtendo milhares de resultados em sua tela, dentro de poucos segundos.

Além disso, também existe a interação nas redes sociais, que constituem um modo ainda mais dinâmico de impactar pessoas e gerar tráfego para as empresas.

Enquanto os usuários navegam, é possível criar conteúdos que servem como iscas para eles.

Isso sem falar em marketplaces que agilizam a rotina de compra e venda, além dos aplicativos.

Neste último caso, já começamos a entrar na outra dimensão revolucionária de que estávamos falando, sendo a dos smartphones, conhecidos como celulares inteligentes.

Como se os avanços mencionados não bastassem, vieram esses dispositivos e colocaram toda essa tecnologia nas mãos das pessoas, literalmente.

Agora, se alguém está na rua e quer pesquisar sobre brindes corporativos sofisticados, basta tirar o celular do bolso.

Inclusive, a Conexão 5G está aí para ajudar e fazer a busca em dispositivos móveis, sejam celulares, tablets ou mesmo relógios inteligentes, que são os smartwatches. O que eles permitem é pesquisar por comando de voz, com muita praticidade.

É justamente aí que entra o papel do marketing mobile, que precisa se adaptar a todas essas inovações, como modo de posicionar uma empresa no mercado, sob o risco de ela não conseguir aparecer para as pessoas certas, do jeito certo.

Também é por isso que decidimos aprofundar este assunto, explicando melhor por que vale a pena investir em mobile marketing.

O que implica trazer conceitos e também conselhos práticos sobre como desenvolver campanhas nesse estilo.

Além disso, também trataremos das vantagens e benefícios desse recurso no médio e longo prazo, mostrando a importância da estratégia em um sentido mais amplo.

O mais interessante é que, hoje em dia, a tecnologia tem avançado tão rápido que qualquer tipo de empresa já pode tirar proveito das dicas que daremos, seja para vender produtos populares como espelho mágico fotográfico, ou para anunciar prestação de serviços.

Deste modo, se o seu interesse genuíno é compreender melhor como o investimento em mobile marketing é algo que pode mudar radicalmente a realização da sua empresa, fortalecendo a marca e aumentando as vendas, basta seguir adiante.

Que estratégia é essa, móbile marketing?

Não é possível falar em mobile sem falar em digital, já que esses dispositivos criam interações entre seres humanos e plataformas inteiramente apoiadas na esfera digital.

Nesse sentido, o mobile marketing é apenas um braço do marketing digital, que já vem se fortalecendo há pelo menos duas ou três décadas.

Por isso, é preciso entender alguns traços do digital primeiro, depois do mobile.

No caso, trata-se de algo que está profundamente enraizado nas novas gerações, as famosas Gerações Y e Z, de pessoas que nasceram de 1980 e 2000 para cá, respectivamente.

Como esses indivíduos já crescem em contato com as telas, o modo como eles se expressam muda totalmente, com isso, alterando também sua maneira de fazer compras e se relacionar com as marcas, o que por sua vez obriga o marketing a se adaptar.

Por isso, décadas atrás, quando alguém precisava de algo como transporte de cargas, a pessoa comprava revistas da área, esperava receber um panfleto ou pedia indicações no boca a boca.

Hoje, a pessoa puxa o celular e faz uma busca pelo voice search do Google.

Nesse sentido, há vários dispositivos que podem entrar na classificação de mobile, uma vez que são muitos os equipamentos digitais que contam com sistemas operacionais, a exigência básica.

Os maiores exemplos incluem:

  • Os smartphones;
  • Os tablets;
  • Os smartwatches;
  • Os notebooks;
  • Sistemas de GPS.

Também já existem tecnologias ainda mais ousadas que pretendem unificar o marketing nesses dispositivos e em outros que ainda estão começando a se difundir em países de primeiro mundo, como as geladeiras inteligentes.

Assim, quando um item estiver para acabar, o eletrodoméstico avisa seu dono e isso pode acionar toda uma rede de marketing e marketplaces disponíveis a repor o item.

Mais adiante ainda, quaisquer cozinhas planejadas com ilha poderão se conectar inteiramente.

Ou seja, não há limites de horizonte para o marketing digital, de modo que as marcas que não quiserem ficar para trás também precisarão se adaptar.

Afinal, não são apenas os fatores culturais, psicológicos e de comportamento do consumidor que vão mudando, mas também os dispositivos e tipos de tecnologia como no caso do próprio mobile, que também pode reservar surpresas para o futuro.

Por dentro dos recursos

Já citamos o marketing digital, e vale mencionar que esse conceito é bastante amplo, podendo envolver muitas frentes diferentes, em um sentido que está se tornando quase inabarcável, dada a quantidade enorme de novidades que surgem todos os dias.

O mobile marketing tem um foco mais bem definido, de modo que podemos falar facilmente naqueles que mais funcionam atualmente. 

Com isso, qualquer empresa imediatamente pode começar a se preparar para implementar alguns recursos, ou melhorar os que já pratica.

Algumas são até mais simples do que se pode imaginar, como no caso do SMS, que não passa de mensagens de celular, mais ou menos como os antigos torpedos.

Essa estratégia continua perfeita para leads no fundo do funil, ou clientes já fidelizados, como alguém da área de qualificação de desempenho ou validação de processo, que lida com algo nichado e técnico, então basta uma mensagem para despertar o interesse.

Assim, é possível notificar promoções, novidades da área e até mandar notícia.

Uma aplicação muito parecida, que também entra como mobile marketing, é a dos e-mails, indicados até mesmo para o topo do funil e leads que ainda estão começando a jornada.

Por exemplo, depois que o visitante assina um formulário para receber newsletters, você pode incluí-lo em um banco de leads automatizado, por programas como um CRM (Customer Relationship Management), que faz a Gestão de Relacionamento com o Cliente.

Os recursos podem ir desde disparo automático de e-mails até segmentação e classificação em grupos, para que um cliente já antigo receba mensagens personalizadas, de acordo com todo o seu histórico.

Outras tecnologias

Também há recursos ainda mais modernos no mobile marketing, que podem exigir que uma empresa se adapte de maneira ainda mais disruptiva.

Para desenvolver campanhas nesse estilo, considere dois horizontes bacanas: o dos aplicativos e o do QR Code.

No primeiro caso, já não basta ter um site no ar, ou mesmo um blog, é preciso falar em plataforma digital.

Assim, além de marcar presença em pontos tradicionais da internet, você pode criar um aplicativo próprio da sua marca. 

Uma empresa de andaime aluguel, por exemplo, criaria o software de tal modo que os clientes entrassem diretamente nele para realizar qualquer ação.

Isso poderia incluir a pesquisa em um portfólio ou mix de opções, depois um campo de login e senha para realizar uma transação financeira segura, e daí em diante.

Já o QR Code consiste naqueles famosos códigos de barras quadrados, com vários pontinhos dentro.

Diversas empresas e marcas já estão implementando isso em ações de marketing mobile, pois, basta a pessoa usar a câmera do celular para ativar o recurso.

Essa função pode encaminhar os clientes para um site, ajudar a fazer um download, confirmar a inscrição em uma promoção ou sorteio, e muito mais.

Quais as vantagens dessa estratégia?

Até aqui, já mencionamos várias vantagens e benefícios do mobile marketing, como o alinhamento com as novas gerações e o aumento nas vendas.

Mas é preciso frisar alguns pontos indispensáveis.

Nesse sentido, um dos principais é o fortalecimento da marca e o afastamento da concorrência, isto é, um modo de diferenciar-se no meio da multidão.

Se o cliente pode pegar o celular para pesquisar por avaliação de imóveis rurais a qualquer momento, então você precisa garantir que quando ele fizer isso você estará lá para ajudá-lo.

O mobile marketing é um dos melhores modos de garantir tal feito, por estar alinhado com as maiores inovações tecnológicas da atualidade.

Considerações finais

Com isso, ficou claro que o marketing voltado para dispositivos móveis é uma das maiores revoluções que tem sido operada no mundo corporativo.

Em uma época na qual as novidades não param de chegar, e os clientes se tornam cada dia mais exigentes, é fundamental ficar a par disso tudo.

As informações e dicas que trouxemos acima vão ajudar nesse sentido, então basta aproveitá-las bem.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.



Quer saber como melhorar o posicionamento do seu site?
Ou, talvez você queira apenas fazer o seu melhor anúncio de vendas…
SIM. QUERO SABER MAIS!


No Blog do Convidar publicamos dicas de como anunciar mais com anúncios de vendas mais eficientes. Da mesma forma, dicas de como fazer propaganda grátis na internet de maneira muito fácil.

Como funciona | Nossos Serviços | Análise gratuita  |  Fale Conosco  |  Anuncie Melhor  |

Certamente, gostaríamos de saber sua opinião, suas dicas e comentários. Aproveite o espaço abaixo reservado para a pessoa mais importante no nosso trabalho. Você!