Cashback: entenda como as empresas podem usá-lo a seu favor

Cashback

Uma das estratégias muito populares ultimamente no mercado é o cashback, que é a devolução de uma parte do dinheiro que o consumidor gastou para ele mesmo. Repleta de vantagens, a ferramenta é uma das formas mais diferentes de fidelização.

Isso porque a devolução do dinheiro não é um ponto muito esperado pelos empreendimentos na hora de fechar a compra. Entretanto, apesar da estranheza, isso não quer dizer que essa prática irá gerar prejuízo para o faturamento do negócio.

Possuindo como principal benefício a sua grande ampliação, ou seja, pode ser utilizada por qualquer nicho, como aqueles especializados em piso tátil concreto, por exemplo, o cashback é uma tendência que já se faz presente em todo o mundo. 

O que é cashback?

Quando traduzido do inglês para o português, o termo cashback significa “dinheiro de volta”, o que deixa bastante claro o seu funcionamento dentro do mercado.

Criado em 1998, nos Estados Unidos, pela empresa Ebates, a ferramenta rapidamente ganhou espaço nas lojas do país, que passaram a aderir esse tipo de marketing em seu funcionamento. No Brasil, foi apenas em 2007 que a estratégia passou a ser utilizada.

De lá para cá, esse braço do marketing de recompensa tem gerado grandes vantagens para os empresários, que reembolsando uma parte do que foi gasto pelos clientes, conseguem fidelizá-los e até mesmo duplicar o faturamento dentro do negócio.

Isso porque quanto mais o consumidor recebe cashback, mais motivado ele fica para continuar consumindo dentro do espaço. Um exemplo são as clínicas dermatológicas, que dão cashback para alguns procedimentos, como microagulhamento no rosto.

Com isso, os pacientes passam a realizar outros tratamentos a partir da quantia que foi devolvida a eles.

Porém, essa quantia devolvida não quer dizer que o consumidor recebe em mãos o dinheiro que foi gasto. O cashback não funciona dessa forma, ele possui um outro tipo de abordagem.

Entenda como funciona o cashback

Supondo que uma costureira vai em uma loja de impressão de estampa em tecido para ornamentar algumas camisas dos seus clientes. Após fechar a compra, a costureira é informada que ela ganhou um cashback de cem reais.

Diferente do que muitos imaginam, a profissional não receberá a nota de cem, pelo contrário, esse valor ficará com a própria empresa e a costureira só poderá utilizá-lo lá no estabelecimento.

É como se fosse uma espécie de pontos, que quanto mais alguém compra algo, mais ela acumula, podendo trocá-los depois por algum brinde ou serviço.

Por ter esse tipo de funcionamento o cashback não gera prejuízos para os estabelecimentos, pois é como se eles estivessem dando uma condição especial na aquisição de outro produto.

O resgate do cashback pode ser feito de diversas formas, dependendo da maneira implementada pelo negócio. Ela pode ocorrer por meio de um cartão dado pela empresa, pela instalação de um aplicativo ou por outros meios.

O importante é que a empresa consiga manter o consumidor dentro do seu estabelecimento, incentivando que ele consuma ainda mais os seus produtos, de forma que se ele se torne conectado com a marca.

É como se um serviço de copeiragem desse cashback para cada vez que um empreendimento contratasse o seu trabalho para os eventos institucionais que ocorrem a cada três meses. Assim, esse negócio sempre será a primeira opção para os eventos.

As vantagens do cashback 

Por estar há tanto tempo presente no mercado, o cashback tem reforçado que é um sistema de boa execução e que gera muitos benefícios para quem o implementa na jornada de compra. Algumas dessas vantagens são:

  • Melhor visibilidade do empreendimento;
  • Crescimento do número de consumidores;
  • Aumento do número de vendas;
  • Conhecimento do cliente;
  • Entrega de benefícios;
  • Fidelização do público.

Os pontos citados acima estão relacionados com a execução assertiva da estratégia de marketing, que para se tornar conhecida também precisa de um bom plano de divulgação, o que já é uma forma de atração dos consumidores desejados.

 

Melhor visibilidade do empreendimento

A partir do momento que um empreendimento passa a adotar o cashback nas suas funções de venda, automaticamente ele está investindo na sua visibilidade perante o público.

Isso porque ele chama a atenção daqueles potenciais consumidores que estão procurando o local certo para realizar a compra. E quando se deparam com um bom benefício, rapidamente o negócio torna-se uma das principais opções para eles.

Por isso, é necessário que a empresa invista também na divulgação das suas modalidades de vendas ou que se faça presente em plataformas de cashback, que estão frequentemente enviando e-mails e mensagens para os clientes que fazem parte delas.

Assim, se o intuito de uma loja é vender mais corrimão para sacada de madeira e ela utiliza cashback, basta colocar no anúncio, seja na internet ou no mundo real, que a compra possui o benefício. 

Crescimento do número de consumidores

O segundo ponto positivo dessa ferramenta é que ela expande a cartela de clientes, afinal, quanto mais pessoas procurarem pelo empreendimento, mais são as chances desses leads serem convertidos em consumidores da marca.

A divulgação, e também a prática do cashback, ajudam no aumento desse número, pois faz com que a pessoa que está comprando, consuma mais e até mesmo indique amigos para conhecer o local por meio do benefício que foram presentados.

Esse acréscimo também gera uma outra vantagem que é o melhor posicionamento do empreendimento perante a competitividade do mercado. Ou seja, uma loja que vende caminhão pequeno para mudança pode vender uma frota por meio do cashback.

Aumento do número de vendas

E se há um melhor fluxo de clientes, é claro que terá um aumento do número de vendas. Principalmente porque quando se vende algo para apenas um consumidor, as chances dele levar outro produto por causa do cashback são bem maiores.

Vamos supor que um engenheiro entra em uma serralheria grades para comprar um equipamento. Nessa compra, ele logo é informado que ganhou um cashback de um determinado valor e que ele ficará disponível por apenas duas semanas.

Para não perder a oportunidade, o engenheiro então faz uso do cashback na mesma hora e leva mais um outro produto da loja.

Conhecimento do cliente 

Outro fator positivo com o cashback é que ele possibilita um melhor conhecimento do cliente por meio das informações que ele precisa fornecer para resgatar o seu dinheiro de volta.

Com essas informações em mãos, a companhia consegue realizar uma profunda análise de dados que será essencial para a execução de outras estratégias de marketing, pois saberá as necessidades e o comportamento do consumidor.

Entrega de benefícios

Por ser justamente um benefício, o cashback já faz a empresa se tornar diferente perante o consumidor, que saberá que terá vantagem caso realize a compra naquele empreendimento.

E essa entrega é fundamental para gerar conexão com a marca, que passa a ganhar um carinho especial do cliente.

Fidelização do público

Esse carinho leva para um dos pontos mais altos, que é a fidelização, a captação por completo do consumidor, que se afastará dos concorrentes e passará a comprar sempre naquele espaço e também indicá-lo para conhecidos.

É como se uma empresa de automação hidráulica industrial conquiste inúmeros clientes fiéis, que estão sempre realizando a divulgação orgânica da marca.

Tipos de cashback 

Atualmente, há três tipos de cashback presentes no mercado: o livre, o exclusivo e o social, cada um com a sua especificidade.

O cashback livre é aquele que deixa o consumidor à vontade para utilizar aquele dinheiro da maneira que quiser. Sendo assim, ele pode comprar no empreendimento ou sacar aquela quantia.

O segundo tipo, que é o cashback exclusivo, refere-se a forma que foi determinada pela empresa responsável pelo benefício. Isto é, se a loja definir que o cliente só pode usar o valor para um determinado serviço, será apenas dessa forma que estará disponível.

Já a última forma, o cashback social, é aquele voltado para ajudar instituições de caridade. Quando o consumidor recebe o benefício, ele pode escolher para qual entidade ele deseja doar a quantia recebida.

Considerações finais 

Fazer uso do cashback como estratégia de marketing é um comportamento que leva o empreendimento a conquistar uma série de vantagens. Entretanto, é necessário que ele analise com a sua equipe como será implementado o serviço.

Com a análise dos seus serviços, investimentos e faturamento, será possível colocar essa ferramenta em prática sem causar nenhum dano para o faturamento do negócio.

Além disso, um bom cashback sempre traz novos consumidores para a empresa e fortalece aqueles que já fazem parte da cartela de clientes.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.




Quer saber como melhorar o posicionamento do seu site?
Ou, talvez você queira apenas fazer o seu melhor #anunciodevenda ...
SIM. QUERO SABER MAIS!


No Blog do Convidar publicamos dicas de como anunciar mais com anúncios de vendas mais eficientes. Da mesma forma, dicas de como fazer propaganda grátis na internet de maneira muito fácil.

Como funciona | Nossos Serviços | Análise gratuita  |  Fale Conosco  |  Anuncie Melhor  |

Certamente, gostaríamos de saber sua opinião, suas dicas e comentários. Aproveite o espaço abaixo reservado para a pessoa mais importante no nosso trabalho. Você!

 

Obrigado por nos visitar. Deixe uma opinião ou mensagem, isso nos ajuda a melhorar esse espaço

A PUBLICIDADE

É CRUCIAL PARA O SEU NEGÓCIO?
CONHEÇA O PIN!

 
A solução de marketing para empresas e pessoas fazerem mais negócios
Que tal alcançar uma fatia maior do seu mercado consumidor?
Projeto
close-link
Rolar para cima
%d blogueiros gostam disto: