4 dicas de co-marketing para alavancar sua empresa

co-marketing

O co-marketing é um modelo de estratégia muito usado, e ocorre quando duas empresas se juntam em um tipo de ajuda ou parceria em canais de distribuição separados, assim, podem atingir melhores resultados e também podem ter muito mais lucros em conjunto.

Várias empresas ainda não sabem o grande efeito que uma ótima estratégia de marketing digital pode causar. Já outras até compreendem, mas não têm os recursos financeiros para colocar todas as ações em prática.

Uma maneira sensata de resolver o problema é juntar-se, ou seja, fazer co-marketing. E uma empresa que ministra curso técnico em prevenção e combate a incêndio pode fazer uso dessa estratégia, pois ela também proporciona maior reconhecimento.

E essa estratégia não é benéfica só para diminuir os custos das campanhas de marketing, mas também para fortalecer muito mais a empresa frente ao mercado. E não depende do tipo de negócio, seja ele físico ou virtual, os resultados podem ser os mesmos ou melhores.

Por isso, um negócio que trabalha com a troca de segredo de fechadura pode planejar bem uma parceria com uma empresa, e a partir disso propor essa estratégia. As duas empresas serão muito beneficiadas com o que a campanha em conjunto vai proporcionar.

Como já foi dito, essa estratégia é muito usada pelas marcas e tem diferentes níveis de sucesso a depender de como ela é feita. As companhias devem se atentar a tudo no decorrer da campanha, para que nada saia fora do que foi planejado por ambas.

Alcançar todas as metas de marketing digital com um time de marketing bem pequeno e com um orçamento limitado não é algo muito simples de se fazer em uma entidade.

Ou seja, é necessário o tempo todo e procurar maneiras criativas de maximizar o alcance e a efetividade de cada investimento feito. É o que uma empresa de construção de sala de estudo planejada deve fazer para conseguir resultados melhores com constância.

É por isso, inclusive, que surge o co-marketing. Para ajudar empresas que não têm tanto recurso, e nem um time de marketing tão grande, essa estratégia pode fazer essa empresa se juntar com uma que esteja farta de recursos e desse modo aumentar mais os resultados.

Ou seja, uma entidade que trabalha com suporte infraestrutura TI pode investir sem se preocupar se vale a pena, essa estratégia vale mais do que a pena, ela está sendo adotada por diversas empresas dentro do mercado digital, justamente por elevar de resultados.

No decorrer deste artigo, serão apresentados diversos tópicos que concernem ao co-marketing como sua definição, como funciona e os principais benefícios.

Conceito de co-marketing

O co-marketing corresponde a conteúdos, ferramentas ou eventos feitos por duas ou mais empresas com o foco de atingir um público-alvo que é semelhante.

O prefixo latino que vem antes do termo marketing tem o sentido de companhia. Com o tempo, o uso foi trocado de outra forma, mas algumas palavras ainda usam a maneira latina para indicar uma ligação próxima entre dois elementos, como é no co-marketing.

Esse termo, então, vai definir a relação de auxílio entre duas marcas para desenvolver uma ação de marketing.

A ideia central do co-marketing é unir empresas de um mesmo segmento de mercado semelhante ou mais conectado, e que não sejam concorrentes diretos, para que elas se ajudem a evoluir.

É uma das melhores estratégias para uma oficina que trabalha regulando gnv, dado que pode trazer mais resultados.

De modo básico, como o nome indica, o co-marketing engloba o compartilhamento de uma estratégia de marketing realizada por uma ou mais corporações.

Essa estratégia pode ter vários benefícios para ambas as empresas e ajudá-las a chegar a um público maior do que se elas estiverem trabalhando sozinhas.

Dicas de co-marketing para impulsionar a empresa

Em seguida, serão apresentadas algumas dicas para que uma empresa possa crescer usando a estrateǵia de co-marketing. Essas dicas são:

Escolher um ótimo parceiro

Todos os benefícios que foram citados antes só vão se concretizar se a empresa, de fato, optar por um ótimo parceiro. Há alguns itens que a marca deve procurar em uma outra organização antes de convidá-la para ser parceira:

  • Ter uma audiência valiosa;
  • Ter conhecimento e conteúdo de muita qualidade;
  • Ser vista como uma alta referência no mercado;
  • Vender um produto ou serviço que seja complementar.

Nem sempre pode-se encontrar uma empresa com todos os aspectos destacados, mas quanto mais tiver é melhor. Se o parceiro não se encaixar em nenhum desses itens, são enormes as chances de o co-marketing não trazer ótimos frutos para a empresa.

 

Planejar e se articular com muita antecedência

Se dentro de uma empresa já é, muitas vezes, complicado conciliar agendas, é muito mais complicado quando isso envolve pessoas que estão mais distantes e com as mais variadas prioridades e demandas.

De modo geral, são diversas as fases necessárias para fazer o projeto ocorrer e é preciso encaixá-las na agenda dos dois times de marketing, e uma reunião de alinhamento inicial, fazer a definição do conteúdo, produção do conteúdo e assim por diante.

Facilitar o trabalho para o outro lado

Se a companhia é quem está convidando a outra empresa para fazer co-marketing, ela deve garantir que o convite seja facilmente aceitável.

É muito possível que a outra entidade não esteja pensando nisso, e tenha diversos outros projetos em andamento e entende que fazer o co-marketing tem um custo.

Por isso, deve-se considerar ir além e fazer uma parte maior do trabalho, tornando mais fácil para o outro lado entrar no projeto. É possível pegar, por exemplo, uma parte grande da produção de conteúdo e design, a edição do vídeo e diversos outros pontos essenciais.

Sempre buscar ter uma relação de resultados mútuo

Qualquer que seja o caso, o co-marketing só vai ser eficaz e sustentável se tiver um ganho perceptível para ambos os lados.

Sendo assim, se o parceiro não auxiliar com a divulgação do material ou se a empresa não tem uma base ou algo de valor para dar, por exemplo, são grandes as possibilidades de frustração para um dos lados.

Ou seja, tudo deve ser feito para que ambos os lados possam sair ganhando, mesmo que dê algo errado, que se garanta uma negociação onde todos possam sair ganhando.

Exemplos do que pode ser produzido

Co-marketing é uma estratégia muito frutífera do ponto de vista mais criativo. Há um mundo de chances, porém o sucesso da escolha vai depender muito do gosto do público e do estilo de cada negócio.

Foram separados alguns modelos de conteúdo muito usados em co-marketing para a empresa se inspirar e ajudar a impulsionar a marca:

1. Conteúdo em e-book

A opção mais comum de co-marketing, o e-book é um gênero de livro virtual, um material rico, informativo e bem completo, que traz diversas informações sobre um certo tema. Para viralizar com muita rapidez, o e-book é essencial para conseguir leads.

2. Publicações de blog

As postagens em blogs empresariais estão entre as maneiras mais comuns de co-marketing. No entanto, as pessoas não devem se deixar enganar pela simplicidade. 

Afinal, toda grande empresa percebe a necessidade de ter um blog e desenvolver estratégias robustas de produção. Principalmente, uma companhia que presta serviço de polimento e revitalização de pintura.

3. Whitepapers

Os whitepapers são materiais bem similares aos e-books, porém costumam ser um pouco mais curtos e simples, sem grandes criações gráficas. Esse modelo mais cru ajuda a acelerar a produção e cresce a possibilidade de compartilhamento entre todos os leitores.

Além disso, os whitepapers também são veiculados por meio de landing pages, assim como os e-books, auxiliando na atração de mais leads para os negócios que serão mais facilmente convertidos em clientes.

4. Webinar

O termo webinar é uma junção das palavras web e seminar, ou seminário, em português, e significa “seminário virtual”.

Esses tipos de seminários online são uma boa forma de gerar leads, porque o público tende a se identificar com o palestrante, resolver todas as dúvidas em tempo real e ter mais contato com a empresa que está oferecendo esse webinar.

Considerações finais

O co-marketing tem a força de expor a empresa a uma gama totalmente inovadora de oportunidades e, com estudo e criatividade, pode ser a ferramenta que é necessária para fazer a empresa se destacar em meio a toda multidão.

Ou seja, se uma empresa de busdoor deseja ter um destaque em meio a todas as outras empresas, essa é a estratégia que deve usar.

No entanto, é necessário ter cuidado ao optar pela corporação que será parceira, verificar se o seu público e o da outra empresa tem algum fator em comum, e assim investir para tornar a campanha de marketing incrível.

É isso que um negócio de manutenção em ponte rolante deve fazer caso opte por colocar em prática essa estratégia.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.




Quer saber como melhorar o posicionamento do seu site?
Ou, talvez você queira apenas fazer o seu melhor #anunciodevenda ...
SIM. QUERO SABER MAIS!


No Blog do Convidar publicamos dicas de como anunciar mais com anúncios de vendas mais eficientes. Da mesma forma, dicas de como fazer propaganda grátis na internet de maneira muito fácil.

Como funciona | Nossos Serviços | Análise gratuita  |  Fale Conosco  |  Anuncie Melhor  |

Certamente, gostaríamos de saber sua opinião, suas dicas e comentários. Aproveite o espaço abaixo reservado para a pessoa mais importante no nosso trabalho. Você!

 

Obrigado por nos visitar. Deixe uma opinião ou mensagem, isso nos ajuda a melhorar esse espaço

A PUBLICIDADE

É CRUCIAL PARA O SEU NEGÓCIO?
CONHEÇA O PIN!

 
A solução de marketing para empresas e pessoas fazerem mais negócios
Que tal alcançar uma fatia maior do seu mercado consumidor?
Projeto
close-link
Scroll to Top
%d blogueiros gostam disto: