Cultura Officeless: saiba quais são as vantagens para uma empresa

Cultura Officeless

Por muito tempo o ambiente de trabalho era quase sagrado para as empresas. Nos últimos anos, essas organizações passaram a ver com bons olhos modelos de trabalho mais flexíveis e dinâmicos, assim surgiram novos conceitos, como a Cultura Officeless.

Pode até parecer um conceito elaborado, mas seu desenvolvimento passa por um entendimento bem simples da realidade atual. Uma empresa que atua no ramo da tecnologia não deve se estruturar pensando em um modelo de trabalho muito arcaico. 

Ter um ambiente de trabalho específico, em um horário determinado e essencialmente sob os olhos dos patrões é uma lógica produtiva que por muito tempo aproximou os desenvolvedores de softwares de fábricas de manufatura do século dezenove. 

Junto com a tecnologia aplicada ao modelo de trabalho, a conectividade possibilitou o aumento da flexibilidade do modelo de trabalho no tempo e no espaço. Essa flexibilidade pode proporcionar o aumento da produtividade e da qualidade de vida das pessoas. 

Diferente de certas áreas de serviço como o treinamento de cachorro farejador ou de trabalhos no setor produtivo que usam força manual, o trabalho de gestão de pessoas, comunicação e diversos outros nichos podem ser colocados em modelos remotos. 

O grande crescimento da aplicação do trabalho remoto aconteceu quando o mundo do trabalho se viu obrigado a adotar esse modelo de forma improvisada a partir da pandemia de coronavírus. 

Essa questão, que não poderia ser prevista por ninguém, foi um grande catalisador da remodelação dos modelos de trabalho para gerar esse aumento da conectividade e da flexibilidade. Aos poucos esse modelo passou a se consolidar como uma cultura nova. 

O que é a cultura officeless e como ela funciona? 

A conceituação desse novo movimento de empresas de venda de saco plastico colorido que passam a ter parte dos seus colaboradores trabalhando remotamente chegou um pouco depois da sua implementação, ao longo do tempo ela recebeu o nome de Officeless. 

Para que os funcionários pudessem manter a sua produtividade e maximizar o seu bem-estar, mesmo distante do ambiente de trabalho, apenas a estrutura de trabalho não é  o suficiente. É preciso investir em uma cultura de trabalho totalmente nova.

Em tradução livre, o termo officeless pode ser compreendido como “menos escritorio”. Essa nova cultura cria uma rotina de trabalho mais independente do espaço e para isso é essencial que se siga uma série de regras e acordos que vão ditar o ritmo da produção.

Essa nova lógica pode estar presente em setores de vendas, administrativo, gerencial e outros setores em empresas de treinamento para limpeza de colchão a vapor, seja ele realizado de forma total ou parcial.

Se antes o ambiente de trabalho era responsável por instaurar por meio da sua estrutura uma disciplina de trabalho no dia a dia, o novo modelo de trabalho dependia de um compromisso e uma dinâmica nova reestruturada de trabalho.

A cultura empresarial officeless vai além do mero home office. Pode-se dizer que ela é o passo a diante desse modelo, em que além de trabalhar remotamente por necessidade, o trabalho feito fora do escritório chega ao nível de produtividade em organização desejados.

Um dos grandes erros que as empresas cometem nesse processo é que, mesmo que de forma individual cada profissional esteja realizando as suas funções como o esperado no trabalho remoto, quando se olha no âmbito coletivo, percebe-se uma grande desordem. 

Para solucionar essa questão, já existem, hoje, ferramentas de colaboração remota e de organização de equipe que podem colaborar para o ajuste desse ritmo em uma empresa de regularização contrapiso sem a necessidade de uma série de reuniões virtuais cansativas. 

Quais vantagens da cultura Officeless diante do home office?

Foi o momento em que boa parte do mundo produtivo internacional e nacional entrou em contato com esse modelo de trabalho.

Muitas pessoas entendem o home office como um fruto das necessidades da pandemia, mas ele é mais antigo e deve perseverar no futuro. 

Mesmo antes de qualquer necessidade biológica de realização de trabalho remoto, muitas empresas já adotaram esse sistema, menos presente no escritório físico, em setores, cargos e funções em que isso era possível e não afetavam negativamente a produtividade. 

Funcionários do setor administrativo ou de marketing de uma empresa especializada em máscara personalizada tricoline com parentes que têm necessidades especiais já adotavam esse modelo como uma forma de se manter ativos no mercado.

A implementação massiva desse recurso fez com que muitas empresas se aprimorassem nesse novo modelo, e além de cortar custos da manutenção do espaço físico, passou-se a garantir uma produtividade maior dos profissionais que trabalham remotamente. 

Esse contexto faz com que a cultura officeless, quando bem implementada, garanta uma solidez na sua produção e um aumento da qualidade de vida dos colaboradores por meio de uma série de benefícios dessa prática, entre eles: 

  • Aumento na retenção de talentos; 
  • Maior atração de talentos; 
  • Maior disponibilidade de toda equipe; 
  • Estrutura de trabalho mais dinâmica e organizadas;
  • Digitalização de processos;
  • Melhora a qualidade de vida dos trabalhadores.

Todas essas vantagens vão ser construídas a partir do momento em que as empresas que optam por uma realidade de cultura officeless consigam equilibrar todos os fatores de organização, gestão e estrutura material para que o trabalho do dia a dia seja mantido. 

Como preparar a estrutura da empresa para o modelo Officeless

Quando uma empresa especializada em formulação de contrato de aluguel escritório mobiliado teve que se adaptar em poucos dias ao modelo de trabalho remoto, esse movimento foi feito de improviso e ajustado conforme foi acontecendo. 

Hoje, mesmo com a volta à normalidade, muitos empreendimentos viram no home office uma forma de reduzir custos, aumentar a sua produtividade e até de contar com melhores profissionais por mais tempo dentro do seu ciclo de produção. 

Em contrapartida, muitos trabalhadores se acostumaram a atuar dentro do home office, em espaços públicos e até em coworkings e escritórios coletivos. Essa nova rotina faz com que a obrigatoriedade de deslocamento até os escritórios diariamente pareça antiquado. 

Para entender como a cultura officeless pode ser fomentada desde uma empresa de marketing até uma clínica veterinária de animais silvestres, é preciso entender os impactos do ambiente no trabalho e como ele pode ser substituído no modelo remoto. 

Se no modelo físico uma equipe está situada em um ambiente que estimula a comunicação, é essencial que no trabalho remoto as empresas encontrem outras formas de conectar cada um dos funcionários. Isso pode ser feito de diversas maneiras.

A comunicação é um elemento muito relevante nesse sistema. Em diversos casos, ela pode ser a solução de demandas e também a casca de banana que faz com que as empresas desperdicem muito tempo com reuniões pouco produtivas e efetivamente cansativas. 

A chave central de uma cultura officeless é a manutenção de uma rotina de trabalho baseada em processos bem estruturados que vão ser seguidos por toda equipe independentemente de onde eles estejam.

 

Considerações finais

O home office se tornou uma grande questão por conta da pandemia de covid-19, que levou milhares de empresas a adotarem esse modelo de improviso sem muita estrutura, a princípio. Mas é importante entender que ele nasceu antes e ainda pode ser uma tendência. 

Grandes empresas, em especial do mundo da tecnologia da informação, abandonaram a muito tempo a camisa para fardamento empresa para adotar um modelo de trabalho muito mais flexível com o trabalho doméstico e remoto como uma possibilidade. 

O atual mundo do mercado vive dinâmicas cada vez mais aceleradas de mudança, não é possível mais enxergar um cenário onde mesas sem cor dão o ambiente produtivo e criativo que determinadas funções dependem. 

Junto com a demanda por trabalhos remotos, seja ele realizado dentro de casa, em espaços comunitários ou em coworking, termo em inglês para escritórios compartilhados, criou-se uma cultura que ressignifica os ambientes de trabalho, a cultura Officeless. 

Essa cultura coloca o ambiente físico como uma opção para o seu empregado, assim a empresa deixa a escolha na mão do trabalhador, que escolhe as melhores formas de trabalhar de acordo com o seu cotidiano. 

Só a oportunidade de tomar essa decisão já pode representar um ganho de produtividade da empresa e de qualidade de vida e bem-estar para o funcionário. Apenas escolhendo o trabalho em casa, por exemplo, um funcionário pode economizar 10 horas semanais. 

Essa economia acontece por não se perder mais tempo no trânsito das grandes cidades, nas filas e em outras circunstâncias do trabalho presencial, que acabam reduzindo o potencial de produção das equipes no dia a dia da empresa. 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.




Quer saber como melhorar o posicionamento do seu site?
Ou, talvez você queira apenas fazer o seu melhor #anunciodevenda ...
SIM. QUERO SABER MAIS!


No Blog do Convidar publicamos dicas de como anunciar mais com anúncios de vendas mais eficientes. Da mesma forma, dicas de como fazer propaganda grátis na internet de maneira muito fácil.

Como funciona | Nossos Serviços | Análise gratuita  |  Fale Conosco  |  Anuncie Melhor  |

Certamente, gostaríamos de saber sua opinião, suas dicas e comentários. Aproveite o espaço abaixo reservado para a pessoa mais importante no nosso trabalho. Você!

 

Obrigado por nos visitar. Deixe uma opinião ou mensagem, isso nos ajuda a melhorar esse espaço

A PUBLICIDADE

É CRUCIAL PARA O SEU NEGÓCIO?
CONHEÇA O PIN!

 
A solução de marketing para empresas e pessoas fazerem mais negócios
Que tal alcançar uma fatia maior do seu mercado consumidor?
Projeto
close-link
Rolar para cima
%d blogueiros gostam disto: