Growth Hacking: Aprenda os 5 Passos Para Campanhas de Sucesso

Growth Hacking 5 Passos Para Campanhas de Sucesso

O Growth Hacking é uma estratégia que está em alta no ramo empresarial, uma vez que ajuda a trabalhar o crescimento de um negócio por meio de práticas baseadas em experimentos e hipóteses.

Em vista dessa definição, não podemos dizer que ela é totalmente nova e capaz de mudar os paradigmas que uma empresa estabelece para seus resultados.

Diferentes organizações usam essa estratégia mas, principalmente, aquelas voltadas para a tecnologia. Como elas têm um bom crescimento de mercado, outros segmentos estão buscando o Growth Hacking.

Só que nem todas as empresas sabem como usar essa prática, então, acreditam que precisam contratar um time de especialistas no assunto, o que não é verdade.

Há marcas, inclusive, que acham que essa estratégia é cheia de detalhes, mas a realidade é que ela é bem simples.

No entanto, é necessário saber como estruturar a companhia para que ela cresça e evitar investir tempo e dinheiro em soluções que o negócio ainda não está pronto para colocar em prática.

Pensando nisso, neste texto, vamos explicar o que é, como usá-lo em suas campanhas e mostrar por que ele ajuda as empresas. Então, se você tem dúvidas sobre o que de fato é o Growth Hacking, continue a leitura.

Growth Hacking é um formato de trabalhar um negócio, construindo empiricamente as melhores práticas, usando-se de experimentos e testes.

Só que muito se ouve falar a respeito dessa estratégia e pouco se sabe sobre seu funcionamento na prática. As metodologias aplicadas a ele apenas ajudam a entender seu conceito, mas não traduzem o seu funcionamento.

Então, se uma fabricante de lanterna para carretinha quer, de fato, entender o que é Growth Hacking, precisa apenas seguir uma linha de raciocínio simples.

Em primeiro lugar, é necessário manter o foco no problema; em seguida, é hora de pensar nas melhorias que podem ser feitas e priorizar as melhores ideias.

Logo, é preciso pensar numa forma simples de testar a ideia e aplicá-la; ver se o negócio aprendeu com ações bem-sucedidas e mal-sucedidas, e após, usar esse aprendizado em novos testes.

Trata-se de uma ordem lógica de ações, e analisando essa cronologia, percebemos que não há nada de novo nela. O que complica a sua execução é o nível de disciplina.

Também é importante entender as suas premissas, que são crescer, métrica norte e experimentos. O crescimento da organização é a mais importante dentre elas. Para que isso seja possível, é necessário fazer uso das seguintes expertises:

  • Aquisição;
  • Ativação;
  • Receita;
  • Retenção;
  • Indicação.

Contudo, a maioria das companhias se retém na aquisição de usuários, e isso não é viável. A métrica norte é o que vai definir o significado de crescimento ou problema para o negócio, como no caso de uma empresa especializada em reforma de loja.

É essa premissa que vai te ajudar a manter o foco nas ações mais importantes. A métrica principal não pode se vender mais ou obter mais lucros.

Ela depende daquilo que realmente significa ter sucesso para uma organização, como um bom número de usuários ativos, quantidade de clientes, leads qualificados, dentre outros.

É necessário que a métrica norte seja clara e óbvia, para que toda a sua estratégia seja guiada do jeito certo.

Os experimentos, por sua vez, são aquilo que move a estratégia, e são eles que vão mostrar o que funciona e o que não funciona.

Podemos usar como exemplos os Testes A/B, que ajudam a otimizar as ações que já estão sendo colocadas em prática.

Há ainda os Testes de Descoberta, que se baseiam na tentativa de algo que ainda não foi feito e que pode ajudar o negócio a crescer.

Agora que você já sabe o que é Growth Hacking e suas premissas, no próximo tópico, vamos mostrar de que maneira uma organização, como uma loja especializada em espelho decorativo sala de jantar pode aplicá-lo.

Para aplicar essa estratégia ao seu negócio, é necessário seguir alguns passos. São eles:

Escrever um anúncio de venda

Baixe o e-book gratuito Como escrever um anúncio de venda


1 – Definir o problema

Saber por onde começar é essencial, e uma das formas de fazer isso é identificando qual problema você quer resolver e manter o foco.

Existem várias hipóteses, como melhorar o funil de vendas, o número de leads ou até mesmo as características do seu produto.

Podemos usar como exemplo empresas de qualquer nicho, desde aluguel de iluminação até uma imobiliária. Feito isso, seguimos para o próximo passo.

2 – Obter feedbacks

Para melhorar o seu produto, a empresa deve identificar os pontos positivos e negativos dele. Lembre-se que isso é especialmente importante quando entendemos que é muito melhor fidelizar um cliente do que conquistar novos.

Quando o produto ou serviço melhora em diferentes aspectos, conseguimos aprimorar a experiência do cliente e aumentar sua satisfação. Mas, para tal, é necessário estudar a solução que seu negócio oferece.

Então, ao melhorá-lo, a empresa pode criar um plano de indicação, oferecendo benefícios para os clientes que a indicarem para outras pessoas.

______

Está gostando do nosso site? Então cadastre seu e-mail abaixo para se juntar a vários leitores inteligentes do Blog do Convidar para receber novos conteúdos.

Seu e-mail não será compartilhado

Somos contra o SPAM!

______

3 – Elaborar um plano 

Depois que uma empresa identificou os pontos positivos e negativos, por exemplo, do seu serviço de venda de areia melhor preço, precisa focar-se no planejamento.

Para isso, é imprescindível conhecer bem a persona, bem como as dores e objetivos dos leads. Tendo essas informações bem claras e estruturadas, é possível fazer as melhorias necessárias e começar a trabalhar as campanhas.

4 – Gerar ideias

As ideias devem estar relacionadas ao problema que você quer resolver. Alguém que nunca fez experimentos pode encontrar muitas oportunidades, pois há muito que pode ser melhorado.

Só que você precisa saber exatamente qual métrica deseja impactar, como aumentar as oportunidades, gerar leads, aumentar os pedidos de orçamentos, entre outras.

Reúna a equipe e discuta quais as possibilidades de melhoria, como interferir na página inicial do site, descrição dos produtos, template do e-mail, página de preços ou qualquer outra ideia.

Para manter o foco no problema, busque, primeiro, aquelas melhorias que são mais fáceis de fazer, como as páginas que têm pouco acesso.

Além disso, faça uma pesquisa por hacks, que são fontes de informação e referências, como no caso dos materiais online.

Trabalhar cada um dessas hipóteses é uma forma de gerar ideias e ainda identificar outros problemas.

5 – Fazer o ciclo de crescimento

Depois de gerar ideias, é preciso validá-las, planejar sua execução, testá-las e documentá-las. Esse ciclo permite que uma clínica de homeopatia para dormir, por exemplo, identifique o que precisa ser otimizado com urgência.

Dessa forma, é possível otimizar as campanhas, de acordo com as necessidades e expectativas da persona. Seu negócio poderá economizar investimentos, diminuir os erros e ter bons resultados em suas estratégias.

O objetivo de qualquer gestor é fazer a empresa crescer e ter sucesso, seja ela uma assistência de conserto compressor de ar, uma loja de artigos esportivos e todas que existem no mercado.

No entanto, esses profissionais precisam lidar com a concorrência, ter um bom controle financeiro, trabalhar bem o seu marketing e outras atividades pertinentes a uma organização.

Quando passam por um período de crise, tanto interna quanto externa, fazer tudo isso pode ser muito difícil. O Growth Hacking entra nesse processo para juntar dados nos quais a companhia pode se basear.

Ele consegue encontrar gatilhos e caminhos que façam a marca crescer, e isso acontece trabalhando conhecimentos em marketing, somados a outros resultados positivos ao longo do tempo.

Todas essas informações permitem que a equipe envolvida na estratégia de Growth Hacking de, por exemplo, uma loja que venda kit gin especiarias, se oriente e possa buscar todos os recursos possíveis para chegar a um resultado.

Os profissionais conseguem juntar suas ideias, testá-las e com isso permitir que a organização supere os desafios e, principalmente, resolva o problema que precisa.

Pensando por esse lado, podemos dizer que o Growth Hacking é a soma de vários crescimentos pequenos que levam a um crescimento maior do negócio.

Além disso, a estratégia não se restringe a uma fórmula única, portanto, uma única empresa pode fazer vários experimentos ao mesmo tempo para descobrir como chegar ao seu objetivo e resolver o seu problema.

Como vimos, o objetivo do Growth Hacking é fazer a organização crescer e melhorar o seu produto e campanhas de marketing em diferentes aspectos. Em algum momento, você vai sentir que precisa aplicá-lo ao seu negócio.

É a melhor maneira de fazer com que tudo funcione, aperfeiçoando suas soluções de acordo com aquilo que a sua persona deseja.

Por fim, o seu negócio se torna muito mais competitivo no mercado, conquista novos nichos, como resultado de seu crescimento.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.



GOSTOU DESTE ARTIGO?
FAÇA PARTE DO SELETO GRUPO DE LEITORES INTELIGENTES.

Seu e-mail não será compartilhado Somos contra o SPAM!


Quer saber como melhorar o posicionamento do seu site? Ou, talvez você queira apenas fazer o seu melhor anúncio de vendas… SIM. QUERO SABER MAIS!


No Blog do Convidar publicamos dicas de como anunciar mais com anúncios de vendas mais eficientes. Da mesma forma, dicas de como fazer propaganda grátis na internet de maneira muito fácil.

Como funciona | Nossos Serviços | Análise gratuita  |  Fale Conosco  |  Anuncie Melhor  |

Certamente, gostaríamos de saber sua opinião, suas dicas e comentários. Aproveite o espaço abaixo reservado para a pessoa mais importante no nosso trabalho. Você!